Diretor do SINDIUPES reafirma posição contrária à Lei da Mordaça em entrevista à TV Vitória/Record

07/11/2018 por: Comunicação Sindiupes

Como entidade defensora de direitos dos/as educadores/as e da democracia, o SINDIUPES-Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública no Espírito Santo sempre manifestou-se contrário à Lei da Mordaça (Escola sem Partido).

Esse projeto fere a liberdade de ensinar do/a professor/a (liberdade de cátedra), além de constituir-se como instrumento de perseguição e punição dos/as trabalhadores/as, comumente aplicado em regimes de autoritarismo e censura.

Defendido por setores conservadores no Brasil, a Lei da Mordaça chegou a tramitar em Câmaras de Vereadores e Assembleia Legislativa no Espírito Santo, e o mesmo sempre foi combatido pelo SINDIUPES, juntamente com entidades da sociedade civil organizada.

Após as eleições presidenciais o assunto retornou ao Congresso Nacional e a apreciação do Projeto de Lei Escola sem Partido (PL nº 7.180/14) entrou na pauta da Câmara dos Deputados. Caravanas de trabalhadores/as em educação de todo o Brasil, juntamente com a CNTE e sindicatos filiados, estão se mobilizando para protestar contra o PL.

Confira, abaixo, entrevista com o Diretor de Política Educacional do SINDIUPES, João Paulo Cardozo, na TV Vitória/Record – Programa Fala Manhã sobre a Lei da Mordaça, nesta quarta-feira (07/11).

Notícias Relacionadas

Curta o Sindiupes no facebook
Receba nossas notícias
Enquete

Quem sofrerá com o ajuste fiscal do ilegítimo Temer?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...