Vá para:

Educadores de Atílio Vivácqua lutam pelo Piso Nacional do Magistério na Carreira

21/06/2018 por: Comunicação Sindiupes

Assembleia no dia 18/06

Diante da desvalorização profissional e de três anos sem reajuste salarial, os/as trabalhadores/as em educação da Rede Municipal de Atílio Vivácqua, no sul do Estado, juntamente com o SINDIUPES, realizarão no dia 26 de junho o “Dia D da Educação”. 

O objetivo é cobrar da Administração Pública medidas urgentes para garantir o reajuste nos salários dos/as professores/as e conscientizar os agentes públicos e toda a sociedade sobre a importância da valorização profissional para que haja Educação Pública de Qualidade no município.

No “Dia D” será realizado um Ato Público com panfletagem e diversas atividades na Praça Pública, no centro da cidade. Essas atividades foram aprovadas durante a Assembleia Geral dos Trabalhadores da Rede Municipal realizado no dia 18/06, na Escola Municipal Ana Busato. 

Reivindicação

Adriano Albertino, diretor do SINDIUPES, presente na Assembleia

A principal reivindicação dos/as professores/as é o cumprimento da Lei Federal 11.738 – Piso Salarial Profissional Nacional. Essa lei foi aprovada em 2008 e determina aos municípios a aplicação de reajuste anual como importante medida de valorização profissional. 

O SINDIUPES e a categoria estão indignados com a morosidade da atual gestão municipal em ralação aocumprimento dessa Lei. Também repudiam o tratamento diferenciado por parte da Prefeitura na aplicação do percentual de reajuste entre os profissionais. A legislação é bem clara e estabelece que a valorização deve ocorrer em todos os níveis da carreira do Magistério, sem qualquer distinção. 

Todas essas reivindicações constam em Ofício encaminhado, no dia 20/06, pela Diretoria Colegiada do SINDIUPES à Secretaria Municipal de Educação de Atílio Vivácqua. No documento, o Sindicato se coloca à disposição para negociações e cobra uma proposta imediata da Prefeitura, observando as determinações da Lei Federal no sentido de garantir de forma efetiva a valorização dos profissionais do Magistério. 

 

Ofício 

 

 

 



Notícias Relacionadas

Curta o Sindiupes no facebook
Receba nossas notícias
Enquete

Quem sofrerá com o ajuste fiscal do ilegítimo Temer?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...