Vá para:

Greve Geral – Vamos parar em defesa de direitos!

29/11/2017 por: Comunicação Sindiupes

 A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e  o SINDIUPES convocam todos/as os/as educadores/as a participarem da Greve Nacional em Defesa da Previdência e dos Direitos, organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e demais centrais, no dia 5 de dezembro.

A nova proposta de desmonte da Previdência Social apresentada pelo governo do ilegítimo Michel Temer (PMDB-SP), e que deve ser votada no dia 6 de dezembro, é mais perversa que a anterior. 

A PEC 287/2016 determina, por exemplo, idade mínima para aposentadoria dos servidores públicos (65 anos para homens e 62 para mulheres, e 60 anos para professores e professoras ) e aumenta o tempo mínimo de contribuição para 25 anos.

Ao contrário da propaganda do governo, o novo texto não corta privilégios, como as altas aposentadorias dos parlamentares, mas continua atacando apenas a classe trabalhadora, que terá de trabalhar mais, ganhar menos e, se quiser receber o valor integral da aposentadoria, contribuir durante 40 anos, sem ficar nenhum período desempregado.

Diante desses ataques, o SINDIUPES reforça a importância dos/as educadores/as aderirem à Greve Geral na luta contra a reforma da Previdência Social e em defesa de direitos. Participem das Assembleias e aprovem a adesão à paralisação nacional junto com as demais categorias em todo o país. 

Clique aqui e confira a Cartilha contra a Reforma da Previdência

Presidente da CNTE, Heleno Araújo, convoca trabalhadores em educação para a Greve Geral do dia 5 de dezembro:



Notícias Relacionadas

Curta o Sindiupes no facebook
Receba nossas notícias
Enquete

Quem sofrerá com o ajuste fiscal do ilegítimo Temer?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...