Vá para:

Magistério de Ibiraçu terá reajuste de 22,5% a partir de fev/2019

02/02/2019 por: Comunicação Sindiupes

Em tempos de inflação baixa, em que as campanhas salariais dos trabalhadores no país não tem muita margem de negociação, o SINDIUPES garantiu, em Ibiraçu, um dos maiores reajustes já anunciados para o magistério municipal, numa demonstração de força, determinação e muita persistência.

O diretor do Sindiupes, Carlos Duarte, informa o reajuste ao magistério municipal de Ibiraçu

Em reunião de boas-vindas de 2019 aos professores,  no dia 1º de fevereiro, foi oficializado pelo vice-prefeito de Ibiraçu, José Luiz Torres Teixeira Junior e pela secretária de Educação do município, Valéria dos Santos Rosalém, o reajuste para o magistério de 22,5% a partir desse mês. O percentual é considerado o maior do Brasil. 

Segundo a Comissão Permanente do Plano de Cargos e Salários e Reajuste do Magistério de Ibiraçu, o projeto de lei autorizando o reajuste será encaminhado à Câmara Municipal de Vereadores e previsto para ser votado no dia 9 de fevereiro. Logo depois, será sancionado. É o que garantiu o vice- prefeito que ainda estuda a retroatividade do reajuste para o mês de janeiro. 

Férias em janeiro

Além desse reajuste, a diretoria do SINDIUPES também conquistou para o magistério de Ibiraçu que os professores tenham férias no mês de janeiro, mesmo que o período aquisitivo de 12 meses não tenha sido cumprido. A mudança no Estatuto do Magistério foi aprovada pela Câmara de Vereadores no dia 28 de dezembro do ano passado e sancionada no final do dia pelo prefeito Eduardo Marozzi Zanotti. 

Pagamento de Progressões

O diretor do Sindiupes e coordenador da Rede Municipal de Ibiraçu, Carlos Duarte, informou que o município, durante o ano passado, atualizou todas as progressões bienais que estavam atrasadas desde 2013, reflexo das insistentes solicitações do Sindicato.

Pré-aposentadoria

Outra importante conquista, é a implementação de uma lei municipal, de 2016, que garante um percentual de 2% a mais, ou seja, além do reajuste dado a todo o magistério, para os/as trabalhadores/as que estiverem a 5 anos de se aposentar, ou seja, em pré-aposentadoria. Uma comissão foi criada para tratar de todos os casos nessa condição. 



Notícias Relacionadas

Curta o Sindiupes no facebook
Receba nossas notícias
Enquete

A Vale será punida pelo rompimento em Brumadinho (MG)?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...