Vá para:

Primeiro escalão 18 X 5 Trabalhadores

16/05/2018 por: Comunicação Sindiupes

Está cada dia mais difícil entender e aceitar a lógica da classe política, aqui e acolá.

Afinal, o que falar da postura dos deputados estaduais que concordaram com o aumento de 13% para o salário do governador, vice e secretários de Estado a partir de 2019.

Tal  ocorreu na última segunda-feira (14), quando 22 dos 30 deputados derrubaram o veto parcial do governador ao Projeto de Lei nº 085/2018, que determinava o reajuste salarial.

E coloque também na conta os 5% já concedidos a todo o funcionalismo público estadual no mês de abril. Ou seja, estamos falando de um reajuste de 18%. 

Privilegio

Com essa decisão, a partir de janeiro de 2019, o governador, o vice e os secretários de Estado terão o privilégio de receber um salário de R$ 23 mil, R$ 20,8 mil e R$ 18,3 mil.

Nos últimos anos, também passaram pelas mãos desses mesmos parlamentares propostas e projetos reivindicando o reajuste do salário dos servidores públicos estaduais.

Porém, após quatro anos de arrocho salarial, amargando perdas inflacionárias de quase 30% e lutando diante de ataques contra aos seus direitos, os servidores públicos estaduais foram surpreendidos com um mísero reajuste de 5%.

As justificativas, estamos cansados de ouvir. Mas se o momento é de crise, de contenção de gastos, de equilibrar as contas públicas, por que só o trabalhador deve apertar os cintos?

Por que o servidor público que está na ponta do atendimento à população – na Educação, na Saúde e na Segurança – não merece ter uma política de valorização salarial justa, assim como os demais escalões da Administração Pública?

Lobby

É certo que o lobby daqueles que ocupam altos cargos no Executivo sempre fala mais alto.

Os deputados sofrem – muitos cedem – a pressões de todos os lados, de grupos influentes, e os mais vorazes sempre levam vantagem.

Resta saber se os servidores públicos estaduais – só na Educação são mais de 100 mil – também saberão usar a sua influência na hora de dar o voto nas próximas eleições.  



Notícias Relacionadas

Curta o Sindiupes no facebook
Receba nossas notícias
Enquete

Quem sofrerá com o ajuste fiscal do ilegítimo Temer?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...