Vá para:

SINDIUPES tem primeira audiência de negociação com governo do Estado

29/01/2018 por: Comunicação Sindiupes

O reajuste salarial foi um dos principais assuntos de pauta discutidos pela Direção Colegiada do SINDIUPES na primeira audiência de 2018 com a equipe de negociação do governo do Estado.

Na audiência, que ocorreu no dia 25/01 na SEDU, os representantes do governo informaram que há previsão de reajuste para os servidores/as em 2018.

Os diretores do SINDIUPES questionaram sobre o período eleitoral, o que poderia impedir a aplicação do reajuste, mas a equipe informou que a revisão anual pode ser feita em qualquer época do ano.

Informaram ainda que a equipe financeira está realizando os estudos e que o governo pretende divulgar o índice e o período para pagamento do reajuste o mais breve possível.

Abaixo, seguem as demais questões salariais abordadas na audiência:

PAGAMENTO DO PISO NACIONAL Reajuste do MEC para 2018 =6.81%.
O governo apresentará na próxima audiência a data para o pagamento do reajuste, que será retroativo a janeiro/2018. Todos os profissionais que recebem abaixo do Piso (subsídio e vencimento sem as vantagens), receberão a complementação.

A ação judicial para o pagamento do Piso na Carreira, respeitando os níveis e referências, continua tramitando. Encontra-se no TJES para julgamento dos recursos do governo.

REENQUADRAMENTO DAS REFERÊNCIAS
Segundo informação da equipe da SEGER-Secretaria de Gestão e Recursos Humanos, uma nova listagem será publicada. Essa lista é referente a processos protocolados em 2011.

Na próxima audiência será apresentado o quantitativo de nomes, datas para pagamento e o valor que será acrescido na folha de pagamento.

A previsão é que ocorra uma nova audiência entre o SINDIUPES e a equipe de governo no final do mês de fevereiro ou início de março.

Confira nos links abaixo os outros assuntos discutidos nesta audiência do dia 25/01.

IPAJM

DEMANDAS GERAIS



Notícias Relacionadas

Curta o Sindiupes no facebook
Receba nossas notícias
Enquete

Quem sofrerá com o ajuste fiscal do ilegítimo Temer?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...