Vá para:

Vila Velha: SINDIUPES e categoria não descartam greve na rede municipal

06/02/2018 por: Comunicação Sindiupes

Assembleia da Rede Municipal de VV em 2016

Os/as trabalhadores/as em educação da Rede Municipal de Vila Velha podem entrar em greve neste primeiro semestre do ano, caso a prefeitura não atenda as reivindicações da categoria, principalmente quanto ao reajuste salarial.

O alerta foi feito pelos diretores do SINDIUPES, Carlos Duarte e João Paulo Cardozo, na Tribuna Livre na Câmara de Vereadores, realizada nesta terça-feira, 05/02. 

A situação da categoria é crítica. O diretor sindical Carlos Duarte ressaltou que os 4.800 professores/as e trabalhadores/as em Educação de Vila Velha estão há dois anos sem receber nenhum tipo de reajuste salarial, nem mesmo a reposição da inflação registrada no período. Em 2016, as perdas foram de 11,01 % e em 2017, de 7,64%.  

Perdas
Além disso, os/as trabalhadores/as enfrentam quase 100% de perdas salariais nos últimos 15 anos. Até 2009, a categoria já havia acumulado perdas de 52%. E de 2009 até agora, as perdas já chegam a mais 42%, conforme acrescentou o diretor João Paulo Cardozo. 

Desde o início da atual gestão, o SINDIUPES e a categoria têm buscado o diálogo e a negociação com a Administração Municipal. Também cobram o cumprimento da Carta Compromisso com a Educação, assinada pelo prefeito Max Filho durante a campanha eleitoral em 2016.

Esforços
Apesar de todos os esforços, não houve avanços. Em 2017, aconteceram oito reuniões do SINDIUPES com a PMVV. “O prefeito não atendeu às reivindicações da categoria e a situação de insatisfação chegou a um limite extremo. Entendemos que a greve é o último recurso, mas agora essa possibilidade é real diante da postura intransigente da Administração e das precárias condições de trabalho”, avalia o diretor João Paulo Cardozo.

Agora, a expectativa dos/as trabalhadores/as é para o próximo dia 21/02, quando haverá uma audiência entre o SINDIUPES e representantes da Administração Municipal para discutir a pauta de reivindicações. Caso a Prefeitura não apresente um índice de reajuste salarial, a greve será colocada em pauta na próxima Assembleia da categoria. 

REIVINDICAÇÕES DA CATEGORIA

  • Reajuste salarial
  • Auxílio-saúde
  • Auxílio-transporte
  • Tíquete Alimentação
  • Atualização do Plano de Carreira do Magistério (2008)
  • Não descontar os dias dos/as professores/as que apresentaram atestado com erros cometidos por médicos da Prefeitura

 

 

 



Notícias Relacionadas

Curta o Sindiupes no facebook
Receba nossas notícias
Enquete

Quem sofrerá com o ajuste fiscal do ilegítimo Temer?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...